X Assessoria

Notícias

Voltar

7 "MANCADAS" QUE VOCÊ DEVE EVITAR EM UM ALMOÇO DE NEGÓCIOS

 

Ao convidar um parceiro ou cliente, você não pode se comportar como se estivesse em um encontro casual

No mundo corporativo, o almoço nem sempre é um momento de descanso. Na verdade, a refeição pode ser o palco de momentos significativos para o seu negócio.

Não que o almoço em si seja crucial – apesar de uma boa alimentação ser essencial para os empreendedores – mas os encontros com parceiros e clientes podem definir o futuro de uma empresa.

Por isso, almoços de negócios não podem ser encarados como um encontro casual. Só que, ao entrar no restaurante, você não estará em uma reunião. Ou seja, uma certa informalidade cai bem. O site da revista "Inc." fez um artigo sobre quais são os deslizes mais cometidos à mesa. Saiba quais são e evite-os:

1. Não "quebrar o gelo"
Você se senta à mesa com seu acompanhante para falar de negócios. Mas você não pode ir direto ao ponto, pois tal postura pode parecer rude. Pergunte sobre a família, viagens e novidades na vida do seu interlocutor. Outra vantagem de "quebrar o gelo" é que você deixa a pessoa mais à vontade para os assuntos que vêm a seguir.

2. "Atacar" o prato
O almoço foi feito para que comamos, claro. Só que você foi ao restaurante a trabalho e – infelizmente, para muitos – é preciso dividir a atenção entre a comida e seu convidado. Não deixe a comida distraí-lo do principal objetivo do encontro, que é firmar parcerias importantes para seu empreendimento.

3. Não fazer contato visual
Este é um dos efeitos colaterais sentidos por quem vai com muita fome ao prato. Ao dar atenção total à comida, você deixa de olhar nos olhos do seu acompanhante. De acordo com o artigo, o contato visual é importante no esforço de conquistar a confiança de alguém.

4. Ser polêmico
Vale repetir: ao "quebrar o gelo", aposte em assuntos mais amenos. Não vá falar de política e de temas mais espinhosos. Apesar de o encontro ser profissional, alguma discordância pessoal pode impedir, por exemplo, que um acordo seja fechado entre as partes.

5. Ser íntimo demais
Entenda que "ser simpático" é diferente de "tentar ser amigo". Há assuntos, de cunho pessoal, que não devem ser trazidos à tona. Da mesma forma, assuntos corporativos, mas estratégicos demais, ficam de fora. Você está no almoço para fazer negócios, não para ser inconveniente.

6. "Puxar o saco" de uma pessoa só
Dica importante para almoços com mais de duas pessoas. O artigo afirma que uma tática importante para conquistar a confiança de alguém é por meio de elogios. Porém, não o faça – ou não direcione os afagos para um único participante – quando a mesa estiver cheia. Isso pode gerar ciúme entre os outros envolvidos no encontro.

7. Cruzar os braços
Sua linguagem corporal é tão (ou mais) importante que as palavras que você diz. Ao cruzar os braços, você passa a impressão de que está fechado para novas ideias. Por isso, mantenha as mãos abertas e os braços longe de seu tronco, para mostrar que você está a fim de ouvir o que seu convidado tem a dizer.

FONTE: Redação Pequenas Empresa & Grandes Negócios

Mais notícias